3 segredos da fotografia revelados

Posted on

3 segredos da fotografia revelados por José Tezza

José Tezza fotografando para o livro Amazônia Andes

As possibilidades de tirar Belas Imagens são infinitas, mas as melhores fotografias são clicadas no coração. Através de nossos olhos, se revelam boas surpresas. Busco estudar muito as técnicas que vou utilizar em determinado trabalho, os anos passam e contínuo estudando, o aprendizado não tem fim. Amo o universo artístico, fotográfico e tudo que isso representa. Então vou procurar escrever 3 segredos da fotografia, que sempre aplico e dão muito certo!

DSC_0242
Tezza nas Ruínas de Machupichu Foto – Priscila Ulbrich

1 – Escolher Temas e Estilos Certo

Começo aprofundar com uma questão que devemos fazer: Que tipo de foto gosta de fazer? É melhor escolher o tema que te anime, que nos apaixone. Importante para superar de boa os obstáculos que naturalmente aparecerão. Então, para evitar desanimar, siga a direção, o tema que proporciona prazer em realizar na foto. Pelo menos no início, para colocar em prática seus estudos e seguir adiante. Esse será com certeza um dos fatores que te levará mais longe, assim como aconteceu comigo.

Quando iniciei minha carreira de fotógrafo, ficava muito inseguro na hora de ir fazer a foto. Porque isso requer um domínio que só conseguimos com amplo estudo e prática. Familiaridade com os equipamentos virão daí. Outra dificuldade, são as quase infinitas combinações existem entre técnica e estilos. Entre temas a se dedicar também são confusos no início. Como é fácil de se perder diante do segundo da foto, então escolha suas preferências primeiro. De outro lado, aparecerão casos, em que as fotos no primeiro momento ficam ruins. Depois podem ser reveladas como as melhores, uma boa surpresa.

Antigamente demorava dias para saber do resultado, pois o processo de revelação era físico-químico e não digital.

2 – Mergulhar nas referências

As dicas dos mestres, sim! Eles são os nossos faróis durante a jornada, mas antes já faço uma ressalva, não imite o mestre! Não queira fazer igual, mergulhe em suas imagens, estilos e técnica, transpire isso, porém, na sua própria jornada e identidade da foto. Deixe te influenciar e tudo que vem a tona, mas principalmente se envolva com o seu próprio estilo. Isso irá acontecer naturalmente, não force essa maturação, apenas se discipline a medida em que começar a aprender algumas técnicas. A sua identidade irá surgir em suas fotos. Esse é um fator muito importante do processo de aprendizado, onde a foto toma sua forma diante de seus olhos, e a técnica que estudou estará embutida. Não esquece que a técnica é apenas uma ferramenta, a fotografia irá apresentar diversos fatores maravilhosos, muito além da técnica.
Escolhi um caminho a seguir por exemplo, entre vários mestres que estudei, e que inspirou muito, para buscar minhas belas imagens por exemplo foi Ansel Easton Adamsconfira:

350px-Adams_The_Tetons_and_the_Snake_River

 Assim como nosso mestre de fotografia e brasileiro Sebastião Salgado;

images
Gênesis – Sebastião Salgado

Esse são apenas dois exemplos de estilos e mestres que estudei para conseguir ir criando minha própria identidade, confira:

12105895_965043333535125_6074139946387040142_n
Resultado desses 3 segredos da fotografia que sempre aplico  – de Huascaram – Livro Amazônia Andes. Foto José Tezza

Essa imagem fotografei em Huascaram – 6.900m, e eu estava a 5.000 metros de altura, durante a expedição do meu livro finalista do Jabuti 2014.

Vamos observar a mesma “escola” sendo seguida, mas cada um ao seu estilo, Adams, depois veio Salgado, e a minha foto atual. Confesso que não sei se Salgado se inspirou em Adams, desconheço essa informação, mas é notório que ambos seguem a fotografia clássica de maneira fantástica e Admas é pioneiro na famosa fotografia Land Scape, e que Salgado notoriamente se inspirou.

Procurei mostrar com esse exemplo, que fotografia não depende apenas de nossos estudos individuais, e ou, o encantamento pela imagem x e y. A fotografia boa geralmente requer uma escola, ou que você encontre referências que irão influenciar e definir sua própria identidade. Tenho certeza que isso foi um fator crucial para conseguir alcançar um bom nível com minhas fotografias.

3 -Manter o Foco

Depois que escolhos o tema, definimos um estilo, e que mais desejamos fotografar, a terceira e preciosa dica para fazer suas belas imagens é: o foco! Não somente o foco da máquina em si, mas o foco na imagem que você escolheu fazer. É preciso olhar o tema em uma espécie de 3D, ou melhor, que precisamos estar pronto para receber aquela foto.
Uma pergunta a ser feita que ajuda é: O que essa imagem irá apresentar? Como irá lidar com os elementos fotográficos? Os personagens, o cenário, enfim. Esse foco a que me refiro, participa antes, durante e depois da foto. Será o DNA da foto. Pense nisso desde os preparativos do equipamento, lentes, filtros, luz, locação, até o dia de fazer a imagem, interagindo com modelo, estilo, identidade visual. Certamente você terá melhores resultados. Lembrando que fotos boas, aumentam seu portfólio de maneira significativa!

Espero ter ajudado! Com dicas, e para saber mais de nosso trabalho, assine a página Amazon Andes Project e ganhe fotos Wallpaper para te inspirar!

Sobre o artista José Tezza, segue meu site pessoal;

http://www.josetezza.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *